Entrada Clubes Clube das Artes e Ideias

Clube das Artes e Ideias

Clube das Artes e Ideias
 
 
O Clube das Artes e Ideias é uma iniciativa do Conselho de Cultura da Universidade da Madeira. Como a designação sugere, trata-se de uma convocatória dirigida à comunidade formada pelos criadores, fruídores, programadores, mecenas, e outros elementos cujos interesses se inclinam prioritariamente, para as áreas criativas associadas ao domínio estético, hoje em constante expansão para novos territórios por vezes aparentemente muito distantes daqueles que se encontram culturalmente consolidados – as artes visuais em todas as suas vertentes, englobando as manifestações estéticas progressivamente mais difundidas através das redes informáticas, o design, incluindo-se naturalmente o design de média interativos, atualmente em plena expansão criativa – mas de igual modo todos os domínios da expressão estética de ideias e modos de ver o mundo, eventualmente ainda não cartografados, a requerer uma merecida atenção.
 
Mas é também, e com especial empenho, um apelo a todos aqueles que sentindo-se agentes criativos nas suas áreas de interesse e atividade, reconheçam na sua ação um possível contributo para a expansão dos domínios criativos nas áreas das artes, do design, em suma, no domínio criativo estético, através de propostas para novos campos de ação, novas ferramentas, novas tecnologias, mas de igual forma, e muito particularmente, novos modos de entender a realidade e ver o mundo. Revelam-se aqui essenciais áreas técnico-científicas particularmente mediáticas, em momentos recentes, como a informática, a robótica, a genética, a bioquímica, as nanotecnologias, mas igualmente, e naturalmente, as áreas científicas tradicionais, da matemática à linguística.
 
Por esta via, a ênfase colocar-se-á na criação de condições para a divulgação e partilha consequente de percursos criativos, sem preconceitos no que se refere à sua classificação, estabelecendo-se contatos entre elementos habitualmente dissociados – em grande medida uma consequência da especialização progressiva que tende a compartimentar de forma estanque as diferentes áreas de ação – num processo que apenas será bem sucedido, e estará completo, quando for assegurada uma reciprocidade que beneficie todos os elementos envolvidos.
 
Coordenação: Gonçalo Gouveia